5 situações estressantes que todo policial precisa enfrentar e que não policiais precisam conhecer

As situações e ocorrências com as quais os policiais precisam lidar dia após dia irão transformá-los estando ou não de serviço.

Policias são únicos. Sim, existem outras profissões que enfrentam situações estressantes similares, mas o trabalho de um policial possui suas singularidades.

Os melhores homens e mulheres que assumem a vocação de ser um policial compreendem que ele é realmente um “chamado” e não apenas um trabalho. Um bom policial deve ser comprometido com a profissão de uma forma que transcende a noção de apenas cumprir seu horário e receber o seu salário.

No entanto, estes mesmos homens e mulheres constatarão, em questão de anos, que o trabalho irá mudá-los de alguma maneira. Irá mudar sua visão de mundo, a maneira como interagem com outras pessoas e, em alguns casos, sua própria habilidade de lidar com outras pessoas que não compartilham do mesmo tipo de trabalho. Descobrirão que relacionamentos próximos com amigos e familiares podem enfraquecer ou ir desaparecendo gradualmente. Algumas vezes, isso será um processo natural e outras vezes será simplesmente a falta de compreensão do tipo de estresse que um policial é submetido em seu dia-a-dia. 

Aqui estão 5 situações estressantes que policiais enfrentam e que outras pessoas (não policiais) talvez podem nem perceber:

1. Preparação diária para a batalha.

Pessoas morrem todos os dias. Acidentes acontecem todos os dias. Tragédias inesperadas acabam com a vida de milhares de pessoas todos os dias. No entanto, a maioria dos profissionais assumem que irão trabalhar e voltar para casa no final do dia.

Ser um policial exige preparação para a morte, diariamente. Policiais vestem colete à prova de balas e carregam armas por uma razão: eles estão prontos para a batalha e, infelizmente, nem todos os guerreiros retornam para casa no final do dia. Nos últimos 5 anos, um policial foi morto durante o serviço a cada 3 dias. Foram 570 vidas perdidas, sem contar os que morreram não estando de serviço, mas pelo simples fato de serem policiais. Policiais vivem uma verdadeira guerra nas ruas.

2. Policial 24 horas por dia, 7 dias na semana

Muitos policiais não são avisados e preparados para as mudanças que ocorrerão nele por conta do trabalho que desempenham. A “atitude policial” também não pode ser deixada no local de trabalho. A experiência que policiais adquirem em cada turno de serviço promoverá mudanças neles, dentro e fora do serviço. Policiais não mais se sentarão de costas para portas ou pessoas. Muitas vezes, eles não olharão nos olhos enquanto estão conversando porque estão prestando atenção em cada pessoa indo e vindo. Independente do lugar que estejam, o tempo todo estão pensando em algo que poderia dar errado ali e quais procedimentos precisarão adotar.

3. Padrão de comportamento elevado

Policiais são mantidos dentro de um padrão de comportamento elevado. E o juramento feito por policiais não é limitado ao período em que estão vestindo seus uniformes, devendo seguí-lo 24 horas por dia, 7 dias na semana. Violações desse padrão podem resultar em ação disciplinar.

Policiais estão constantemente sendo monitorados e vigiados e geralmente é difícil para eles encontrarem maneiras de aliviar o estresse do dia-a-dia ou desabafar com alguém. Policiais estão cientes dos olhares críticos que os aguardam em cada esquina. Contudo, devem continuar corajosamente a ir em lugares que ninguém mais está disposto a ir e fazer coisas que ninguém mais está disposto a fazer.

Como diz a famosa citação: “As pessoas só dormem em paz nas suas camas porque homens corajosos enfrentam a violência em seus lugares”.

4. Sempre chamados para enfrentar o caos e o desespero

É muito incomum as pessoas chamarem a policia quando tudo esta indo bem. Em vez disso, a polícia chega quando o pai bate na mãe, quando a mãe queima seu filho com um cigarro, quando um irmão ou amigo foi encontrado morto, quando um acidente de trânsito tira a vida de uma jovem família, quando a privacidade de alguém foi violada em um furto, quando alguém foi vítima de algum tipo de golpe – e a lista continua.

Lidar com essas situações dia após dias provoca efeitos na vida de cada policial. Geralmente as pessoas ficam imaginando o porquê de o policial aparentar estar irado ou com raiva quando as veem ou o motivo de não ter sorrido ou acenado. Bem, talvez esse mesmo policial tenha acabado de retornar de uma ocorrência, em que precisou realizar um procedimento cardiorrespiratório em um recém-nascido e agora esta terminando de fazer uma ocorrência onde a propriedade de alguém foi danificada.

Tudo isso não significa que os policiais são frios ou que eles não se importam. Significa apenas que a maioria das pessoas não conseguem ou não estão acostumadas a ver e a fazer tudo aquilo que os policiais fazem.

Para ser justo, os policiais precisam levar isso em consideração para com todas as pessoas com quem estão lidando. As pessoas chamam a polícia quando estão em necessidade e geralmente sob intenso estresse. Assim, nem todo mundo odeia a polícia, mesmo quando aparentam odiar. Nós, policiais, também não estamos passando pelo que eles estão passando ou passaram.

5. Uma montanha russa constante

Em qualquer momento de seu turno de serviço, os policiais podem estar sentados almoçando e, no segundo seguinte, dirigindo em alta velocidade ou correndo atrás de algum suspeito, apontando a arma de fogo para alguém e encontrar-se diante de uma decisão de vida ou morte. Muitas vezes policiais saem de uma ocorrência simples de reclamação no trânsito para um acidente onde uma criança se encontra gravemente ferida e, logo em seguida, retorna para atender um furto em uma loja.

Essas situações de montanha-russa podem afetar os policiais, tanto emocionalmente quanto fisicamente. Policiais devem procurar maneiras saudáveis de manter sua saúde física e emocional equilibradas.

Se você ver um amigo policial, ou alguém que você gosta, comportando-se um pouco distante, existe uma razão e um porquê. Se você é um policial lidando com essas tensões, lembre-se que alguns amigos que não lidam com os mesmos tipos de situações podem não compreender você.

Comunique-se abertamente com aqueles que estão tentando lhe ajudar. Procure compreender uns aos outros. Se você está realmente lutando para superar as tensões e estresses do trabalho, procure um irmão ou irmã de farda, ou busque por especialistas qualificados para lhe ajudar. 

Este artigo foi publicado originalmente por PoliceOne, a principal fonte online de informações para policiais, e foi traduzido e adaptado pelo Força e Honra (www.SejaForcaeHonra.com.br) em parceria e com autorização da equipe editorial do PoliceOne. Visite www.PoliceOne.compara acessar notícias, comentários, informações educativas, e material de treinamento que ajudam policiais a protegerem suas comunidades e se manterem seguros nas ruas.

Foto: Gerson Klaina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s